31 dezembro 2015

Sobrancelhas ombré


A tendência ombré começou com os cabelos, passou para a pálpebra dos olhos, passou pelos lábios, passou pelas unhas e agora a próxima tendência são as sobrancelhas.

Para se ter um efeito natural e com leveza na região acima dos olhos, a técnica mais utilizada é a micro pigmentação fio a fio.

A micro pigmentação funciona semelhante a maquiagem definitiva, o pigmento atinge uma camada superficial da pele, por isso que sua durabilidade é de até dois anos, dependendo do tipo de pele.

A técnica de pigmentação trabalha o degradê dos fios, produzindo uma continuidade nos tons.

Os traços desenhados são bem mais finos garantindo a aparência dos fios originais.

A técnica pode ser feita de diferentes maneiras, os fios podem ser desenhados todos deitados na mesma direção de acordo com o nascer dos pelos, ou em 3D para que o contorno fique o mais delicado possível.

Para alguns especialistas o efeito ombre para sobrancelhas irá se transformar em um loiro com variações de tons marrons frios.

O ideal é procurar uma opinião profissional antes de se submeter a qualquer procedimento.


Para quem tem receio de mudar a cor das sobrancelhas e não quer optar pela micro pigmentação, você pode aprender a fazer a técnica com lápis de sobrancelha comum.

O ideal é sempre exercer menos peso no lápis no início e no final marcando com intensidade somente no arco.

Várias blogueiras se submeteram a micro pigmentação fio a fio, como a Niina Secrets, Bruna Tavares, Nayara Rattacasso, Evelyn Regly, dentre outras. 

Mensagem do dia


Dia da Esperança


Comidas tradicionais do Ano Novo no Japão - Oshougatsu

Oshougatsu é uma das maiores celebrações no Japão, com tradições, costumes, rituais, jogos e supertições.

Segundo as supertições japonesas tem alguns alimentos que trazem boa sorte, saúde, longevidade e prosperidade.

Kagami mochi (镜饼)

É uma decoração especial do ano novo japonês para trazer boa sorte e prosperidade no ano novo.

Composto de dois bolos de arroz (mochi) de tamanhos diferentes colocado o maior em baixo e o menor em cima e um Daidai (tipo de laranja amarga japonesa) na parte superior.

O nome kagami mochi é por causa da forma dos dois mochi que é similar a forma dos espelhos (kagami ), antigos, redondos e de cobre, utilizados no período Muromachi.

O espelho juntamente com a espada são os três objetos sagrados na religião xintoísta. 

A escrita kanji para dadai é 代々, e pode significar “geração em geração”, assim o Dadai simboliza a continuidade das gerações e da vida longa, enquanto o mochi simboliza o ano passado e o ano que vem. Assim, o Kagamimochi simboliza a continuidade da família ao longo dos anos.


O kagami mochi é mantido até o início de janeiro, quando no segundo sábado ou domingo de janeiro é feito um ritual chamado de kagami biraki ( a abertura do espelho ), é o primeiro ritual importante depois do ano novo.

Durante o ritual, o kogami mochi é quebrado com a mão ou com martelo. Nunca se deve usar uma faca pois isso significaria cortar os laços familiares. Os pedaços de mochi é cozido, levando o nome de shiruko e durante a cerimônia é consumido o kagami mochi ou abre-se um barril de saquê (zouni).
Mochi ( )

Apesar do mochi ser consumido no ano todo, é consumido também durante cerimônias do ano novo e casamentos.

No Japão as pessoas tem o costume de fazer o mochi em casa , com uma máquina própria de mochi ou na máquina de fazer pão.


Mochi é um bolinho de arroz, levemente doce e glutinoso. Segundo a tradição deve-se oferecer aos deuses antes de serem consumidos no oshogatsu.

Essa tradição se originou de uma lenda chinesa que diz, quem comer mochi no ano novo estará comendo o espírito do arroz enriquecido pelos deuses.

A superstição diz para não fazer o mochi dia 29 de dezembro, pois pode trazer má sorte. Isso porque o mochi soa como palavra para "ter" sorte e o número 9 "ku"(número nove em japonês) soa como palavra "problema". 

Durante o oshougatsu ocorre o festival do mochi tsuki, onde o mochi é preparado e distribuído para o público. A data do festival depende de cada local.

O processo de preparo do mochi é feito um dia antes, o arroz deve ser deixado de molho de um dia para outro, para que no dia seguinte seja sovado por duas pessoas ou mais pessoas. 

Durante a sova deve ser acrescentado água para umedecer a massa. Depois de pronto é preciso fazer o formato do mochi, é feito ainda quente.

Amazake (甘酒)

É uma bebida tradicional feita de arroz fermentado, levemente adocicado, espessa e de baixo teor calórico.

Também é conhecida como saquê doce, é muito comum encontrar em templos durante o hatsumode (é o termo japonês usado para servir a primeira visita ao santuário xintoísta no ano novo), podendo ser servido como bebida, sobremesa, lanche e até como molho para salada.

O ano novo é em pleno inverno japonês, o amazake é servido quente e com um pouco de gengibre ralado, o que ajuda os frequentadores dos santuários a se esquentarem. 

Além de ser nutritivo, os japoneses acreditam que essa bebida cura ressaca. 

Toshikoshi Soba  

Toshikoshi Soba é um macarrão de trigo sarraceno.

Este macarrão tem uma coloração cinza escuro e com sabor forte.

Segundo a tradição japonesa, comer soba noodles na véspera de ano novo, especialmente durante a virada, traz longevidade, é a forma de se despedir do ano velho e saudar o ano novo.

É um prato importante durante o reveillon japonês.


Osechi-ryouri  (お節料理)
Durante os três primeiros dias do ano (sanganichi), os japoneses costumam comer osechi.
São alimentos dispostos artisticamente em uma caixa de madeira laqueada e decorada (juubako), geralmente de forma quadrada ou redonda.

O osechi é comprado em lojas de departamento especializados e tem como objetivo dar um descanso a dona de casa, as deixando isentas da função.

O osechi é servido frio e cada prato tem um significado para trazer sorte e prosperidade.


Ozoni  (お雑煮)



Ozoni é uma sopa que serve de acompanhamento do osechi.

Segundo a tradição atrai a sorte.

A forma de preparar depende de cada família, geralmente vai mochi (bolinho de arroz), vegetais, frango, frutos do mar, kamaboko (pasta de peixe cozida no vapor), gomame (peixe seco caramelizado no molho de soja doce), kuromame (feijão preto cozido), kuri kinton (castanhas em purê de batata doce) entre outros.

Otoso  (屠蘇)
Otoso é um vinho adocicado.

Segundo a sua tradição, fazer um brinde (kampai) com essa bebida durante a virada do ano traz sorte e também tem o poder de exorcizar os maus espíritos.


28 dezembro 2015